quinta-feira, 25 de abril de 2013

Conceito para utilização de Árvore Estrutural



Árvore Estrutural – Como já citamos na publicação anterior, ela possibilita uma visão de todo o sistema ou processo, e para isso é necessário a realização da primeira fase que é o Tagueamento e na Árvore Estrutural os Níveis que acabamos de compreender serão entendidos como “Locais de Instalação”.
A modelagem de uma árvore estrutural de equipamentos depende também da forma de exposição escolhida, ou seja, a opção de montagem que, no entendimento dos mantenedores, seria a melhor maneira de visualizar o processo.
A seguir serão mostradas duas opções/sugestões de montagem:

Opção 1:

– Criar posições operacionais (tags) e associar cada equipamento (NI) a uma posição;
– As relações hierárquicas são determinadas pelas conexões entre os registros de posições operacionais.

Opção 2:

– Criar uma posição operacional (tag) e associar o nível mais alto de uma hierarquia de equipamentos (NIs) com a posição;
– As relações hierárquicas são determinadas pelas conexões entre os registros de equipamentos.


Vamos exemplificar para visualizar melhor às divisões na árvore:


A localização final do equipamento utilizando a opção 2 seria:




Já utilizando a opção 1, tomando como exemplo outro sistema e equipamento, seria:



Encerramos aqui o primeiro assunto, Tag e Árvore Estrutural, do empate na enquete do blog. Você pode enviar as suas dúvidas ou publicá-las em “comentários” que responderemos em seguida.

O próximo assunto é “Indicadores de Classe Mundial”, continue acompanhando nossas postagens. Acesse e dê sua opinião, Compartilhe, curta no Facebook, siga no Twitter! Até a próxima!




2 comentários:

  1. Esta informações são extremamentes valiosas e importantes para se montar o primeiro passo na gestão de ativos e em seguida vem a analise de criticidade do ativos...Como a A , B e C.

    ResponderExcluir
  2. Perfeito o comentário e a lógica. Não há gestão de ativos sem a identificação destes
    Quanto a avaliação, em postagem anterior falei sobre uma das técnicas, seguem os links:
    http://brasilengenhariademanutencao.blogspot.com.br/2012/09/conceito-matriz-de-criticidade.html
    http://engman.com.br/art05.html

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...